Viva

Viva
Corra o mesmo risco de quem, descalço e infantil, inquieto e febril, ama.
Faça o mesmo riso de quem, entregue e servil, completo e gentil, ama.
Viva a lida fácil de quem, disposto a amar, incerto e feliz, ama.
Como alguém despido de temor e com ardor, ama.
Como além do viço do calor e com fervor, ama.
Com a vida toda em vigor, ama.
Apenas por ser vida
E pelo amor, ama.

Exsudação

Este vômito que escapa dos buracos
E alcança destinos incalculados
Inunda de vazio os becos
Da dignidade insultada.

Este vapor que deixa os poros
E intoxica a fé sem dolo
Arrebata de horror os crentes
Da realidade empenhada.

Este calor que escancara os fatos
E denuncia passados minados
Equilibra de poder os gritos
Da intensidade negada.

Nota sobre a imagem: Digital Vomit” é um projeto continuo de Alberto Seveso, desenvolvido a partir de fotografias atraentes, uma impressora de jato de tinta e técnicas de intervenção que resultam em composições excepcionais. Ler mais em: http://www.zupi.com.br

Link da imagem: http://pin.it/mh7qVVf

O tempo

tempo_pinterest

Um dia, serei amiga do meu tempo
Só farei coisas que o agradam
Cuidarei de sua vida com zelo
Como quem carrega o último copo d´água.

Um dia, viverei o tempo com a economia do cuidado
Com a delicadeza, a gentileza do compromisso
Exercitando o uso consciente do valor
Do que se estima tanto por ser inestimável.

Meu tempo, hoje, não se flete às minhas vontades
Não se dobra ou se contamina
Não me pertence.
E, em seu rigor, manejado pelo vazio
Arrasta-me.

De 20 de agosto de 2014 (postado originalmente em Dezembro de 2015)

Fonte da imagem em Pinterest: https://br.pinterest.com/pin/483222234997411415/visual-search/?x=94&y=129&w=376&h=517