Outono

Empalideceu o mundo.
E os galhos entornados no escuro do outono se desfizeram na esperança de brotar.

Desobedeceu o curso.
E as folhas vermelhadas no susto do abandono se detiveram na lembrança de ficar.

Restabeleceu o rumo.
E os prados ornados no lustro do entorno se transpuseram na bonança de mudar.