Sobre a Primavera

“Há um frêmito de vida nos galhos secos. Se atentarmos bem, veremos em pontos pequeninos algo que se aglutina, se aglomera, numa força de eclosão. São os brotos; é a pujança de vida que rompe a casca e busca todas as riquezas do meio ambiente, para seu crescimento. […] Não tendo mais folhas para nutrir, a seiva da árvore se concentra toda nessa parição vegetativa. É tal a sua possança, a sua força, que perfura o lenho nessa ânsia de desabrochar.”

Trecho do capítulo Primavera, do livro Estações, de Adelaide Reis de Magalhães.

white-cherry-blossoms-4100x2556_92775

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s