Sentir em curtas II

“Hoje, quando a dor escorria de seus olhos e tatuava minha pele, pedi pela sua vida mais do que pediria pela minha. Assim, senti que meu colo pode ser seu repouso, um caminho, um alívio… do inexorável que há em cada dia”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s