Contrariedades

Há dores que não se mostram
Como há amores que não se afagam
Como há horrores que não se contam
E estertores que não calam.

Há corações que não se abalam
Como há proteções que não se bastam
Como há florações que não encantam
E intenções que não falam.

Há crises que não se deflagram
Como há reprises que não se confirmam
Como há lides que não se travam
E revides que não gritam.

Um comentário sobre “Contrariedades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s